Costa implode Camargo, Odebrecht e Transpetro

images_cms-image-000397889Primeiro depoimento de Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras, foi explosivo; ele citou propinas pagas pela Odebrecht, de Marcelo Odebrecht, e pela Camargo Correa, presidida por Vitor Hallack; disse ainda que recebeu vantagens indevidas até de Sergio Machado, presidente da Transpetro, uma subsidiária da Petrobras, que teria pago a ele R$ 500 mil.

Deixe um comentário