Brasil  

Costa diz ter recebido R$ 1,5 mi em propina na compra da refinaria de Pasadena

.
timthuO ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, confessou ter recebido R$ 1,5 milhão em propina durante a compra da refinaria de Pasadena, nos EUA. A aquisição causou polêmica pela alta soma de verba pública gasta (US$ 1,2 bilhão). Atualmente ela está sendo investigada pela CPI da Petrobras.

Leia mais: Paulinho é a ‘mulher traída’ do PT
Leia mais: Ex-diretor da Petrobras abre depoimento dizendo que ficará em silêncio

Como parte do acordo de delação premiada, Costa revelou que havia um esquema de corrupção no processo da compra da refinaria. Em suas declarações anteriores, o ex-diretor também revelou um esquema de pagamento de propina a políticos utilizando verbas de contratos de empreiteiras.

Segundo Costa, as propinas pagas pelo esquema correspondiam a cerca de 3% da receita que as empreiteiras obtinham com os contratos fechados com a Petrobras. O ex-diretor revelou que cada empresa obtinha um lucro de 18% a 20% com cada contrato. Nesse percentual estariam embutidos os 3% gastos com o pagamento de propina a políticos e intermediários entre as empreiteiras e a estatal.

Costa disse que o pagamento das propinas não afetava o lucro das empreiteiras, pois, segundo ele, o setor está cartelizado e as empreiteiras combinavam previamente os valores superfaturados antes do fechamento dos contratos. Na última quinta-feira, 18, o responsável pelo processo da Operação Lava-Jato, o juiz Sergio Fernando Mouro, disse que as propinas eram pagas pelo doleiro Alberto Youssef.

                 Opinião&Notícia-Costa diz ter recebido R$ 1,5 mi em propina na compra da refinaria de Pasadena

Deixe um comentário