Brasil  

Copa do Mundo: mais países alertam sobre violência no Brasil

.

Às vésperas da Copa do Mundo, os governos de diversos países estão emitindo alertas de segurança para seus cidadãos que virão para o Mundial.

Leia também: Violência no Rio assusta delegação da Inglaterra
Leia também: Rio de Janeiro vira alvo fácil da imprensa internacional

Além disso, o governo canadense diz que dirigir no Brasil é “perigoso” por causa de “hábitos agressivos” de motoristas, e que os turistas devem ficar longe de manifestações, que podem se tornar violentas.

Já o governo de Trinidad e Tobago diz que não se deve andar com joias ou muito dinheiro.

Um guia da Federação de Torcedores de Futebol da Inglaterra alerta sobre o risco de estupros no Brasil, ensina a tradução de expressões como “fui roubado” e também sugere amarrar a alça de bolsas “até no próprio corpo” para evitar assaltos em restaurantes.

Os governos dos EUA e da Alemanha também se manifestaram em relação à violência no Brasil, publicando em seus sites na internet uma série de alertas de segurança para seus cidadãos que virão ao país durante a Copa.

A página do Escritório de Assuntos Consulares do Departamento de Estado dos EUA diz, por exemplo, que os turistas devem evitar visitar favelas não-pacificadas. Já no caso das favelas pacificadas, devem tomar bastante cuidado, uma vez que “a capacidade da polícia de prover assistência, especialmente à noite, pode ser limitada”.

 

Deixe um comentário