Brasil  

Contratos sem concorrência mostram proximidade entre Cabral e Delta Construções

Um levantamento feito por líderes do PSDB na Alerj mostra que este ano foi registrado o maior percentual de dispensa de licitação para a Delta.

A Delta Construções é a empreiteira que tem mais contratos com o governo  de Sérgio Cabral. Somente no primeiro semestre deste ano a construtora recebeu R$ 241,8 milhões (recursos reservados para pagamentos),   do governo do estado do Rio de Janeiro para a realização de obras, sendo que praticamente um quarto deste montante, R$ 58,7 milhões,  foi pago em contratos realizados sem que a empresa tivesse que participar de concorrências públicas. O caráter de emergência tem sido um aliado da construtora no estado.

Somente no governo de Sérgio Cabral, de 2007 até hoje, a empreiteira acumula contratos, com e sem concorrência, de R$ 1 bilhão com o estado. Além disso, consórcios dos quais a empresa participa estão à frente de obras grandes, como a do Maracanã e a do Arco Metropolitano. A proximidade do governador com a empresa ficou evidenciada com o acidente da última sexta-feira, 17, que matou a mulher e parentes do dono da Delta, Fernando Cavendish, e a namorada do filho de Cabral.

Levantamento

Um levantamento feito por líderes do PSDB na Alerj mostra que o ano de 2011 é o que registrou o maior percentual de dispensa de licitação para a Delta. No primeiro ano do governador, em 2007, foram empenhados nessa modalidade R$ 10,2 milhões, 15% do valor total de contratos. Em 2008 e 2009, o percentual caiu para cerca de 3%. Em 2010, ano eleitoral, voltou a subir para 23%: R$ 127,3 milhões.

A Delta apareceu pela primeira vez nas contas públicas em 1999 no início do governo de Anthony Garotinho. Mas não há registro de contratos sem licitações na gestão dele. Já no governo de Rosinha, 3% dos contratos foram feitos sem licitações.

Tragédia em Porto Seguro

A queda do helicóptero aconteceu na última sexta-feira, 17, próximo à praia de Ponta de Itapororoca, em Trancoso, Porto Seguro (BA). Morreram no acidente a  mulher de Fernando Cavendish, dono da Delta, Jordana, o enteado Lucas, de 3 anos, e a cunhada Fernanda, que estava com seu filho Gabriel, de 2, além da namorada de um dos filhos de Cabral, Mariana Nolesco, de 20 anos.

Cabral não estava no helicóptero e viajava em um jato do controlador do grupo EBX, Eike Batista. Em nota, o empresário confirmou que emprestou o avião para o governador  e disse que o fez com “orgulho”. Eike disse ainda que é livre para selecionar suas amizades.

O governador pediu licença oficial do cargo em sinal de luto. Ele compareceu ao enterro da namorada de seu filho na última segunda-feira, 20, junto com seu filho Marco Antonio.

Deixe um comentário