Confederação do Nacional do Comércio: juros e dólar vão afetar mais vendas do que fim do IPI

Fonte: monitormercantil.com.br

O fim da desoneração do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para os eletrodomésticos de linha branca deverá ter efeitos reduzidos sobre os resultados das vendas do comércio varejista e da inflação em 2010, segundo avaliam analistas. Os incentivos fiscais para esses produtos, em vigor desde a segunda quinzena de abril do ano passado com duas prorrogações, terminaram, após ter gerado impactos importantes no varejo e nos índices de preço em 2009.

O chefe do departamento de economia da Confederação Nacional do Comércio (CNC), Carlos Thadeu de Freitas, acredita que as vendas de eletrodomésticos (geladeira, fogão, máquina de lavar e tanquinho eram beneficiados com a desoneração) poderão ser “marginalmente” afetadas pelo fim da desoneração do IPI, sobretudo no Dia das Mães.

“Mas vai ser um impacto pontual, que não deve alterar o resultado do ano”, acredita. Ele avalia também que as promoções nas lojas vão diminuir ou desaparecer com o fim dos incentivos. Mas esclarece que a trajetória dos juros e do dólar é que será determinante para o desempenho do varejo em 2009. No que diz respeito à inflação, Thadeu de Freitas também acredita que o fim da deflação nos preços dos eletrodomésticos registrada no ano passado não vai comprometer o resultado final do IPCA em 2010, que para ele permanecerá na meta de 4,5%.

“O quadro para a inflação em 2010 permanece inalterado até o momento”, acredita. Segundo os últimos dados da pesquisa mensal de comércio divulgados pelo IBGE, relativos a novembro de 2009, as vendas de móveis e eletrodomésticos dispararam de uma variação de 1,1% em outubro ante setembro para uma alta de 5,9% em novembro ante o mês anterior.

Na comparação com igual mês do ano anterior, o resultado passou de 3,5% em outubro para 13,9% em novembro. A aceleração no crescimento foi atribuída pelos técnicos do instituto aos incentivos fiscais concedidos pelo governo, que teriam levado a uma antecipação das compras de Natal. A redução do IPI para os produtos de linha branca também teve impacto na inflação oficial (IPCA) em 2009. O item eletrodomésticos registrou uma deflação de 4,85% no ano – ante uma alta de 0,23% apurada no ano anterior -, representando o terceiro principal impacto negativo, entre os produtos não alimentícios, no IPCA anual.

Deixe um comentário