Comissão de Ética da Presidência pede explicações a Lupi sobre denúncias

 

A Comissão de Ética Pública da Presidência da República decidiu nesta terça (7) pedir esclarecimentos ao ministro do Trabalho, Carlos Lupi, sobre as acusações de que assessores do Ministério do Trabalho teriam pedido propina a organizações não governamentais que possuem convênio com a pasta. A denúncia foi publicada pela revista Veja desta semana.

De acordo com informações do presidente da comissão, Sepúlveda Pertence, o ministro terá dez dias para apresentar suas explicações. Só depois de analisar a defesa de Lupi é que a comissão decidirá se abrirá processo de investigação sobre o caso.

Enquanto a comissão se reunia no anexo do Planalto, o ministro Lupi participou de uma reunião dos líderes da base aliada com a presidenta Dilma Rousseff . Ele é o presidente Nacional do PDT. De acordo com a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, a permanência do ministro não foi discutida.

Ideli informou que o ministro conta com apoio do Planalto porque a política de emprego do Brasil tem demonstrado bons resultados. “Entendemos que o Brasil está vivendo uma situação de pleno emprego. Mesmo diante da crise temos uma política que continua gerando emprego”, disse a ministra depois da reunião.

Além de Lupi e Ideli, participaram da reunião os ministros Guido Mantega, da Fazenda, e Gleisi Hoffmann, da Casa Civil.

Após a divulgação das suspeitas, Lupi determinou o afastamento do assessor especial Anderson Alexandre dos Santos, que atuava como coordenador-geral de Qualificação e que foi acusado na reportagem de ser operador do esquema.

Deputados do PDT querem investigação no Ministério do Trabalho

O deputado Miro Teixeira (PDT-RJ) promete ingressar amanhã na Justiça para pedir investigações oficiais junto ao Ministério do Trabalho. A pasta é comandada por Carlos Lupi, que também é do PDT.

A intenção de Teixeira é que as suspeita de irregularidades em convênios no ministério sejam alvo de um inquérito da Polícia Federal.

O deputado fala que isso tem que acontecer, mesmo se for atrapalhar a situação política de Lupi.

“não sei se é ruim ou bom para o ministro, sei que é necessário. O PDT é um partido com muita história e todos estão perplexos com isso tudo que está acontecendo”, afirmou.

Segundo Teixeira, o pedido a ser enviado ao Ministério Publico Federal nesta terça já está pronto e deve ser assinado também pelo deputado Reguffe (DF).

Fonte: Agência Brasil
 

Deixe um comentário