Brasil  

Citados em escândalos aparecem em lista do HSBC

.
Do Congresso em Foco
.
hsbcPelo menos oito doleiros relacionados em escândalos como a Operação Lava Jato, o mensalão e o caso PC Farias aparecem na lista dos 8.667 brasileiros que detém contas no HSBC da Suíça. Segundo reportagem do jornal O Globo e portal Uol, todos foram investigados por suspeita de crime de lavagem de dinheiro. Todos negam as irregularidades.

Conforme o jornal e o portal, aparecem no banco de dados do HSBC suíço, Henrique José Chueke e sua filha, Lisabelle Chueke, ambos envolvidos no caso PC Farias; Favel Bergman Vianna e Oscar Frederico Jager, caso do propinoduto; Benjamin Katz,  caso Banestado; Dario Messer, arrolado no mensalão; Raul Henrique Srour, citado na Operação Lava-Jato e Chaim Henoch Zalcberg, apontado nas operações Roupa Suja e Sexta-feira 13.

Todos os citados nas planilhas do HSBC suíço encontrados pelo jornal O Globo e pelo Uol disseram que não são doleiros e negam qualquer irregularidade. Ao jornal, eles também “negaram ter cometido qualquer irregularidade na realização de operações financeiras ou não quiseram fazer comentários sobre as contas.”

A Polícia Federal (PF) já está apurando a prática de possíveis atos ilícitos no caso conhecido como SwissLeaks. Na Receita Federal, está em andamento uma investigação de brasileiros com indícios de movimentação financeira no Banco HSBC na Suíça. “Quem praticou ato ilícito, pouco importa se tenha poder econômico ou poder político, será investigado, e, comprovado o crime, será responsabilizado na forma da lei penal”, afirmou o ministro da Justiça José Eduardo Cardozo à Agência Estado.

As denúncias também serão investigadas por uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) no Senado. A relatoria do caso ficará a cargo do senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES).

Confira a reportagem de O Globo

Confira a reportagem do Uol

Deixe um comentário