Brasil  

Cesare Battisti: uma batata quente nas mãos de Lula

O Supremo Tribunal Federal jogou nas mãos de Lula uma batata quente daquelas difíceis de resolver: a extradição de Cesare Battisti para a Itália, para cumprir a prisão perpétua pelo assassinato de quatro pessoas. O STF resolveu enviar a decisão para o Presidente Lula, apesar de “sugerir” a deportação do ex-ativista à Itália.
Independente dos crimes terem ou não conotação política, é um assassino condenado que se instalou no Brasil à procura de um refúgio.
Sua defesa argumenta que não teve direito a uma defesa justa, mas sinceramente, quem somos nós para dizer isso a um país europeu? E quem é Tarso Genro para julgar isso?
Cabe perguntar a Tarso Genro se ele está dando um tratamento justo ao caso Protógenes x Daniel Dantas. Isso sim cabe aos brasileiros, e não um incidente diplomático por um cidadão que nunca deu a menor contribuição a este país.
Além do mais, o que o STF decidiu é que os crimes praticados por ele não teriam cunho político, então não cabia ao país refugiá-lo.
O fato é que Lula está com uma decisão dificílima para tomar. Apesar da resumida posição que coloquei acima, sei que este caso é muito mais enrolado do que parece, e muitas das nuances talvez nunca venhamos a saber.
Se Lula extraditar Cesare, está praticamente dizendo a Tarso Genro onde é a porta de saída, o que convenhamos, não seria má idéia. Se deixar o cidadão ficar por aqui, vai ser acusado pelos setores mais reacionários de abrigar um assassino, o que não deixa de ser verdade, se partirmos do pressuposto que a Justiça Italiana foi realmente justa.

Deixe um comentário