Brasil  

Carros de luxo de Collor foram pagos com dinheiro de propina, diz PF

.
carro-de-luxo-collorUm laudo da Polícia Federal obtido pelo jornal Folha de S.Paulo revelou que o senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL) usou recursos com indícios de propina para pagar parte dos seus carros de luxo.

Leia também: Polícia Federal faz buscas nas casas de Collor

O dinheiro estaria associado a repasses do doleiro Alberto Youssef, ainda segundo o laudo da PF, que faz parte de um processo contra Collor que está no STF.

O ex-presidente é acusado de ter recebido R$ 26 milhões em suborno em cinco negócios relacionados à BR Distribuidora.

O laudo da PF cita quatro carros de luxo, incluindo uma Lamborghini Aventador, que custou R$ 3,2 milhões, uma Ferrari 458, que custou R$ 1,45 milhão, um Bentley Flying, que custou R$ 975 mil, e um jipe Rang Rover, que custou R$ 570 mil.

Para chegar a esta conclusão, a PF quebrou o sigilo e analisou 110 mil operações bancárias em 11 contas do senador, de sua mulher e de empresas dele.

De acordo com a Polícia Federal, a principal evidência de que os carros foram pagos parcialmente com recursos de propina é a forma como o dinheiro foi entregue a Collor: depósitos em dinheiro vivo, fracionados em baixos valores.

Foram identificados centenas de depósitos no valor de R$ 2 mil e dezenas no valor de R$ 1.500 nas contas controladas pelo ex-presidente. Os depósitos foram feitos em um caixa eletrônico da mesma agência que aparece nos comprovantes apreendidos com o doleiro Alberto Youssef. O laudo da PF abrange o período de janeiro de 2011 a abril de 2014.

O ex-presidente afirma, por sua vez, que “jamais manteve qualquer relacionamento com o delator Alberto Youssef, conforme reconhecido pelo próprio doleiro na miríade de suas delações”.

Em relação aos depósitos feitos em suas contas e de suas empresas, Collor disse por meio de sua assessoria que “não tem qualquer responsabilidade sobre o modo utilizado por terceiras pessoas para o depósito de valores em sua conta corrente”.

Deixe um comentário