Cármen Lúcia defende fim do foro privilegiado e reconhece voto confuso que livrou Aécio

A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia defendeu, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, o fim do foro privilegiado de forma mais abrangente que em discussão na Corte.

Deixe um comentário