Brasil  

Carlinhos Cachoeira faz piada durante audiência na Justiça Federal

Mesmo com o semblante abatido e ainda mais magro do que à época de sua convocação na CPI do Congresso, em maio, coube ao contraventor Carlinhos Cachoeira inaugurar o primeiro momento de descontração na audiência de instrução do processo que responde na 11 ª Vara Federal em Goiânia.

Após a participação de representantes do Ministério Público e advogados de defesa dos réus, o juiz Alderico Rocha passou a questionar o agente Fábio Alvarez, primeira testemunha a falar.

O juiz tentou chamar Cachoeira pelo nome completo, mas se embaralhou e trocou a ordem dos sobrenomes. Após a falha da memória, o magistrado se dirigiu ao réu, que até então não havia mencionado nenhuma palavra, e perguntou se poderia chamá-lo pelo apelido: “O senhor se incomoda? Ainda não estou bem familiarizado. Posso chamar de Carlos Cachoeira?”, perguntou o juiz.

Para surpresa dos advogados e jornalistas que acompanham a audiência, Cachoeira respondeu com bom humor. “Por favor, Carlinhos”.

O bicheiro está a seis metros de sua mulher, Andressa Mendonça. Apesar de os dois estarem na mesma fileira de cadeiras, quatro agentes da Polícia Federal e uma pessoa da família separam os dois. Durante a audiência, o casal trocou olhares e mensagens por meio de sinais com as mãos.

O procurador da República Daniel Resende Salgado afirmou que o Ministério Público trabalha com a hipótese de Cachoeira ficar em silêncio na audiência de amanhã. “Se ele chegar e falar que não vai responder, nenhuma pergunta será feita”, informou o procurador.

O perito da Policia Federal que fez o laudo do estado psicológico de Cachoeira atestou que ele tem condições de prestar depoimento e acompanhar a audiência, segundo a procuradora da República Léa Batista.

Fonte: votebrasil.com

Deixe um comentário