Cai a vantagem de Dilma, diz Datafolha

Rudolfo Lago – congressoemfoco.com.br

A vantagem da candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, sobre o candidato do PSDB, José Serra, caiu três pontos percentuais, de acordo com pesquisa do Instituto Datafolha que acaba de ser divulgada. A vantagem de Dilma, porém, é ainda muito grande e ainda garante a ela a vitória no primeiro turno. Na rodada anterior, realizada nos dias 13, 14 e 15 de setembro, Dilma tinha uma vantagem de 24 pontos sobre Serra. Agora, essa vantagem caiu para 21 pontos. Com relação à soma das intenções de voto de todos os demais candidatos, a queda de Dilma foi de cinco pontos percentuais.

Dilma tinha 51% e caiu para 49%, enquanto Serra subiu de 27% para 28%. Marina Silva, do PV, subiu de 11% para 13%. Na rodada anterior, a vantagem de Dilma sobre a soma das intenções de votos de todos os candidatos era de 12 pontos percentuais. Agora é de sete. Todos os adversários de Dilma somam, juntos, 42%.

É o primeiro levantamento do Datafolha inteiramente realizado após as revelações de tráfico de influência da ex-ministra da Casa Civil Erenice Guerra, que resultaram na sua demissão do cargo. Segundo o Datafolha, 52% dos entrevistados acompanharam o caso, e 13% disseram julgar-se bem informados sobre ele.

Dilma caiu principalmente nos segmentos dos que possuem renda familiar mensal entre 5 e 10 salários mínimos (10 pontos), nível superior de escolaridade (três pontos) e têm entre 35 e 44 anos (quatro pontos).

O crescimento de Marina Silva se deu entre os mais escolarizados (onde cresceu quatro pontos) e entre os que têm renda de 5 a 10 salários mínimos, faixa em que a candidata do PV saltou de 16% para 24% (Serra subiu de 28% para 34%).

Segundo turno

Dilma tambéu caiu na simulação de um eventual segundo turno. Na rodada anterior, ela tinha 57%. Agora, tem 55%. E Serra subiu de 35% para 38%.

Deixe um comentário