Brasil registra maior rombo da história em contas externas no 1º semestre

O resultado do desempenho econômico do Brasil no primeiro semestre deste ano foi o maior rombo da história no período em contas externas. O cenário de fraqueza da balança comercial e de deterioração da economia trouxe o saldo de déficit de 72,2% nas contas do primeiro semestre sobre igual período em 2012, que representa US$ 43,478 bilhões, segundo o Banco Central.

Os investimentos estrangeiros diretos não conseguiram cobrir o saldo, já que somaram US$ 30,027 bilhões, valor pouco acima do registrado no ano passado, que foi de US$ 29,730 bilhões. O resultado das transações correntes foi afetado pelo desempenho negativo da balança comercial no primeiro semestre, que teve déficit de US$ 3,092 bilhões até junho deste ano, bem diferente do superávit registrado em 2012, de US$ 7,063 bilhões, no mesmo período. Foram registradas menos exportações e aumento na importação de petróleo e seus derivados. Diante do desempenho, analistas reduziram as projeções para a balança comercial deste ano do superávit de US$ 4,1 bilhões para US$ 1 bilhão de dólares.

A projeção para o déficit em conta corrente, ou seja, o saldo entre balança comercial, serviços e transferências unilaterais, passou de US$ 75,2 bilhões para US$ 78,3 bilhões, enquanto a projeção de crescimento do PIB deste ano é de 2,4%. Além disso, a remessa de divisas para o exterior, referentes ao lucro de multinacionais, foi de US$ 14,1 bilhões, que representa 41,3% a mais do que o realizado no primeiro semestre de 2012.

A alta do câmbio também influenciou no resultado, já que no último semestre o dólar registrou alta de 9%. As projeções do BC para julho é de déficit de US$4,9 bilhões e entrada de investimentos diretos de US$ 5,3 bilhões. O balanço de pagamentos em junho foi deficitário em US$ 1,3 bilhão.

Fontes:Reuters – Contas externas do Brasil têm maior rombo da história no 1º semestre

 

Deixe um comentário