Aumenta expectativa de analistas para a inflação

Daniel Lima
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Os analistas do mercado financeiro elevaram mais uma vez a estimativa de inflação para 2010. A projeção divulgada pelo boletim Focus é de que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), utilizado pelo governo como meta, a taxa foi elevada de 5,16% para 5,18%.

O boletim Focus publica pesquisa semanal do Banco Central com analistas e investidores do mercado financeiro. No caso do Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI), a projeção passou de 6,82% para 7,14% e para o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), de 6,54% para 6,80%.

Foi mantida em 5,41% a projeção para o Índice de Preços ao Consumidor na cidade de São Paulo (IPC-Fipe). Os preços administrados, que são estabelecidos por contrato ou por órgão público, tiveram em pequeno recuo em comparação à semana anterior passando de 3,70% para 3,65%.

A taxa de câmbio continua projetada para dezembro em US$ 1,80 e a taxa básica de juros (Selic) em 11,25% ao ano, com a média caindo no período de 10,09% para 10,06%.

A projeção para o crescimento da economia manteve-se em elevação e passou de 5,51% na apuração anterior para 5,52%, com a produção industrial elevando-se de 8,95% para 9%. Para a dívida líquida do setor público a estimativa ficou estável em 41,40% do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de bens e serviços produzidos no país.

A expectativa para o déficit em conta corrente, um dos principais indicadores das contas externas, permanece em US$ 50 bilhões, com o saldo da balança comercial em US$ 10 bilhões e os investimentos estrangeiros diretos caindo de US$ 38,3 bilhões para US$ 38 bilhões.
Edição: Tereza Barbosa

Deixe um comentário