Após Serra anunciar que concorre em São Paulo, PT analisa alianças

A cúpula do PT irá se reunir nesta segunda-feira, 27, para analisar o quadro eleitoral do país. O foco do encontro, que acontecerá na sede do partido, em São Paulo, será a candidatura do ex-governador José Serra para a prefeitura de São Paulo com o apoio do partido do atual perfeito Gilberto Kassab. Os lideres petistas irão discutir também uma eventual aliança entre o partido e o PMDB, que lançou Gabriel Chalita como candidato à prefeitura paulistana.

Leia também: Serra decide entrar na disputa pela prefeitura de São Paulo
Leia também: Kassab avisa a Dilma que fica com Serra em São Paulo

O ex-governador José Serra confirmou sua participação na eleição municipal de São Paulo nesta segunda-feira, 27. Através do seu Twitter, Serra declarou ser favorável as prévias feitas pelo PSBD para definir o candidato: “Sempre fui favorável às prévias para a escolha do candidato a prefeito do PSDB. E delas pretendo agora participar”, anunciou Serra em seu perfil na rede social.

Inicialmente, quatro pré-candidatos participariam das prévias, porém, dois deles desistiram da eleição interna do PSBD após o ex-governador anunciar que iria participar do processo. Os secretários estaduais também anunciaram a decisão de não concorrer às prévias nesta segunda. Já o secretário estadual de Energia, José Aníbal, e o deputado federal Ricardo Trípoli, afirmaram que continuam na disputa.

A entrada do ex-governador no processo da eleição interna deverá ser discutida pela Executiva Municipal do PSDB nos próximos dias. A princípio, a data da prévia deve ser 11 de março, para que Serra tenha tempo para negociar apoio político. O adiamento das prévias é previsto em uma resolução do Diretório Estadual do PSDB, que estabelece que as eleições internas devem acontecer até 31 de março. Apesar das desistências dos dois secretários, o debate marcado entre os pré-candidatos para a noite desta segunda-feira será mantido.

Fonte: opiniaoenoticia.com.br

Deixe um comentário