Álvaro Dias diz que demissão de Erenice é confissão de culpa

O Senador, Álvaro Dias, afirmouque a demissão da chefe da Casa Civil, Erenice Guerra, deve ser interpretada como uma “confissão”. O senador acrescentou que Erenice não pode despontar isoladamente no epicentro do escândalo, porque há uma parceria dela com Dilma Rousseff.

Deixe um comentário