Aécio nega que vá deixar PSDB

Por Rudolfo Lago – congressoemfoco.com.br

O ex-governador de Minas Aécio Neves, candidato ao Senado, divulgou nota em que nega, “de forma veemente”, que pretenda sair do PSDB no ano que vem para fundar um novo partido. A informação está na capa da última edição da revista Carta Capital, que começou a circular hoje (17). De acordo com a reportagem, Aécio teria revelado esse desejo em um jantar com empresários no Rio de Janeiro. “Essa informação não tem qualquer fundamento”, diz Aécio, na nota.

O ex-governador lembra na nota que não é a primeira vez que se ventilam boatos dando conta de que ele poderia mudar de partido. Há dois anos, quando Aécio participou no Congresso de uma homenagem do PMDB a seu avô, Tancredo Neves, também surgiram especulações de que ele deixaria o partido dos tucanos para virar peemedebista. No processo de escolha do candidato à Presidência do PSDB, quando Aécio foi preterido e o escolhido foi José Serra, voltaram histórias sobre sua saída do partido. “O PSDB é minha casa e, não apenas vou permanecer nele, como estou lutando para dar ao partido uma bela vitória em Minas”.

Partido nacional

Segundo um auxiliar próximo de Aécio no governo de Minas, ao contrário do que diz a revista Carta Capital, os planos agora do ex-governador, na verdade, estão todos relacionados com o PSDB. A derrota de Serra no plano nacional e o próprio desempenho do PSDB em São Paulo projetam para uma grande possibilidade de alteração do eixo de comando do partido. “Pela primeira vez, o PSDB tem chance de se tornar um partido nacional, e não apenas paulista”, diz esse auxiliar.

Com a desistência de Orestes Quercia (PMDB), São Paulo provavelmente não terá senadores oposicionistas – além de Eduardo Suplicy (PT), que permanece, os eleitos deverão ser Marta Suplicy (PT) e Netinho de Paula (PCdoB). Em contrapartida, Aécio tem chances de vir como o senador mais votado, puxando o ex-presidente Itamar Franco (PPS) em Minas. Tasso Jereissati deve reeleger-se com facilidade no Ceará. E há a perspectiva de formação de novos nichos oposicionistas em Goiás e no Rio Grande do Norte. “Só quem já fundou um partido sabe o tamanho da dificuldade. Parece muito mais fácil aproveitar a derrocada paulista e refundar por dentro o próprio PSDB”, avalia esse auxiliar. 

Leia abaixo a nota de Aécio Neves:
 
“Essa informação não tem qualquer fundamento. É mais uma especulação infundada, sem qualquer relação com a realidade, a exemplo dos mesmos boatos que, ano passado, davam como certa minha saída do PSDB. O PSDB é minha casa e, não apenas vou permanecer nele, como estou lutando para dar ao partido uma bela vitória em Minas.”

Deixe um comentário