Aécio: “não há marqueteiro que leve o PT à vitória”

.
Fonte: Brasil247
.

images_cms-image-000376228
.
Presidenciável tucano Aécio Neves, ao falar da pesquisa Ibope, disse que há um “sentimento crescente” no país de “enfado, de cansaço em relação a tudo que está acontecendo no Brasil”; ele também rebateu declaração da presidente Dilma, que afirmou que seus adversários “querem surrupiar” seu programa de governo; “É muito triste vermos uma presidente da República, no momento em que recebe apoio à sua candidatura, não conseguir olhar para o futuro. Ela só olha no retrovisor da história”, criticou

Ao comentar os números da pesquisa Ibope, divulgada nesta terça-feira (10), o presidenciável tucano Aécio Neves disse que há um “sentimento crescente” no país de “enfado, de cansaço em relação a tudo que está acontecendo no Brasil”. “Não há marqueteiro que leve o PT à vitória. Podemos nos preparar para um novo e grande governo a partir de 2015 e vamos trabalhar para isso”, disse.

Ele também rebateu declaração da presidente Dilma Rousseff (PT), que afirmou que seus adversários “querem surrupiar” seu programa de governo. “É muito triste vermos uma presidente da República, no momento em que recebe apoio à sua candidatura, não conseguir olhar para o futuro. Ela só olha no retrovisor da história. E, mesmo assim, com comparações que não são corretas. A presidente, que levou o Brasil a ter o terceiro pior crescimento desde a proclamação da República, fala que vai nos levar a um crescimento contínuo. A presidente, que perdeu o controle sobre a inflação, nos fala que vai legar no futuro inflação controlada”, disse Aécio, durante a convenção do PSDB de Minas Gerais que confirmou a candidatura do ex-ministro Pimenta da Veiga ao governo mineiro.

Aécio disse que “mais surpreendente” é que a presidente está “desconectada da realidade, aflita com os resultados que vem tendo na economia, na área social”. “Absurdo ela dizer que é invencível. Invencível seremos nós, brasileiros, que vamos encerrar esse ciclo de governo do PT que está infelicitando o país. A democracia é invencível. E a democracia é que vai mostrar, de forma muito clara, que o Brasil não quer mais o desgoverno do PT hoje representado pela presidente da República”, completou.

Ele também comemorou o fato de 40% do PMDB ter votado contra a aliança com o PT. “E a presidente hoje, infelizmente, deve dormir com uma enxaqueca, porque ela sofreu um fragorosa derrota na convenção do PMDB. Depois de tudo que foi feito, a distribuição dos espaços que vem distribuindo para o PMDB no governo, que já manda quase mais, pelo menos um setor do PMDB, do que o próprio PT, a oposição à aliança ter mais de 40% dos votos, é uma derrota fragorosa. Isso significa que a presidente levará alguns minutos a mais para a propaganda eleitoral, mas não levará a base, o trabalho, o sentimento dos seus aliados”. Aécio também disse que não irá fazer uma campanha de ataques aos adversários, mas que deseja a “aposentadoria” da presidente nos próximos quatro anos.

Deixe um comentário