Kassab diz que confia na Justiça e não teme perda do mandato. Advogados vão recorrer ao TRE

Elaine Patricia Cruz
Repórter da Agência Brasil

São Paulo – O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, disse não temer a perda do mandato e que confia na Justiça.

“Não temo perder [o mandato]. Estou realmente confiante na Justiça como sempre confiei e volto afirmar a certeza de que tudo foi feito corretamente”, disse ao visitar um centro esportivo da prefeitura em Tatuapé, na Zona Leste da capital pela manhã.

Segundo o prefeito, as contas de sua campanha já foram aprovadas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Mas, ao recorrer dessa decisão, os advogados terão mais uma vez a chance de comprovar a lisura dos dados de 2008.

“Essa ação [de receber doação de empresas ligadas a concessionárias do governo] já foi adotada com relação a outros candidatos e foi suspensa. Nossa confiança é de que a Justiça dê o mesmo encaminhamento.”

Kassab e sua vice, Alda Marco Antonio (PMDB) foram condenado à perda do mandato por causa de doações recebidas na campanha de 2008 e consideradas ilegais pela Justiça Eleitoral. A decisão do juiz Aloísio Sérgio Resende Silveira deverá ser publicada na terça-feira (23) no Diário Oficial. Os advogados, então, terão três dias para recorrer ao TRE.

Título Home:
Kassab diz que confia na Justiça e não teme perda do mandato

Sutiã Home:
O prefeito de São Paulo disse não temer a perda do mandato e que confia na Justiça. Ao visitar um centro esportivo em Tatuapé, ele ressaltou que as contas de sua campanha já foram aprovadas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Mas que os advogados terão mais uma vez a chance de comprovar a lisura dos dados de 2008

Advogados vão recorrer

Os advogados do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), vão recorrer ao Tribunal Regional Eleitoral contra a cassação do mandato dele e de sua vice, Alda Maco Antonio (PMDB). Eles foram condenados à perda do mandato pelo juiz da 1ª zona eleitoral de SP Aloísio Sérgio Resende Silveira. Eles foram condenados por receber doações consideradas ilegais na campanha de 2008.

Ao todo, a coligação de Kassab e Alda gastou R$ 29,76 milhões na campanha, dos quais R$ 10 milhões são considerados irregulares pela Justiça. A decisão deverá ser publicada no Diário Oficial da próxima terça-feira (23), quando passa a contar prazo para recurso no TRE.

Por meio de nota à imprensa, o partido do prefeito, o Democratas, afirma que a ação dos advogados “deve resultar na reforma da sentença e na confirmação da vontade popular”, pois a decisão da Justiça é em primeira instância.

Segundo o partido, a tese defendida pelo juiz em sua sentença e que afirma que o prefeito teria recebido doações ilegais em sua última campanha, já foi derrotada no Tribunal Superior Eleitoral em 2006. “Causa perplexidade e insegurança jurídica que assuntos e temas já decididos há tantos anos pela Justiça sejam reabertos e reinterpretados sem nenhuma base legal e contrariando jurisprudência do TRE e do TSE [Tribunal Superior Eleitoral]”, afirma o partido em nota.

Em sua agenda para este domingo, o prefeito vai acompanhar agora pela manhã as atividades de um programa de férias em um parque localizado no bairro do Tatuapé, na zona leste da capital.

Deixe um comentário