A conta, por favor!

.
Brasileiros e brasileiras se preparem, pois a conta vai acabar chegando à sua casa. A menos que você se mude dessa província chamada Brasil.

Se você acha que se a reforma da Previdência não sair como eles querem, se é que eles querem mesmo, vai ficar tudo como está e eles vão cortar a própria carne para minimizar esse rombo? Você realmente acha que eles são idiotas? Óbvio que não. Idiotas somos nós. Que vamos acabar no final do mês recebendo um boleto com a conta da incompetência, da ganância, da improbidade, do roubo, que eles produziram.

Não tem conversa. Se a bomba for estourar – ela não estourou? – eles não terão outra alternativa senão aumentar impostos. É a matemática deles. Para o mundo deles. Para o bem estar deles.

Ledo engano pensar que eles vão cortar despesas. Não cortaram até hoje, não será agora que o farão. Apesar dos meus lindos – é o que dizem – olhos verdes.

Tanto é verdade, que somente para ilustrar, que eles não estão muito preocupados em cortar gastos, o deputado federal, Celso Jacob do PMDB-RJ, que foi condenado a sete anos de prisão em regime semiaberto. Ou seja, ele vai trabalhar normalmente na Câmara dos Deputados e volta para dormir na cadeia. Só que ele continua ganhando seus R$ 4 mil e poucos de auxílio moradia. Oi? É isso mesmo? Auxílio moradia? Sim, auxílio moradia. Ou seja, pagamos duas vezes. Pela sua estadia na cadeia e pela sua estadia na cadeia.

Outro exemplo, é o da conta de luz. A bandeira vermelha no patamar 2 veio cobrando R$ 5,00 a cada 100 Quilowatt-hora (KWh), por pura incompetência deles. Não culpem a falta de chuva. Não vejo por aí. Um país como o Brasil que tem sol praticamente o ano todo, como não conta ainda com outras fontes de energia, para em casos da falta de chuva, podermos não ser obrigados a recorrer às termoelétricas que tem o custo da energia muito mais cara e que naturalmente é repassado para nós.

Resumindo, em toda a nossa história, o governo nunca mexeu no que é deles. Eles sempre fazem um teatro, cortam uma coisa aqui ou outra ali, mas na mesma hora conseguem uma manobra para repor esse corte.

Eles não jogam para perder. Quem sempre perde somos nós.

E esse jogo vai continuar até o dia em que os eleitores perceberem que podem fazer alguma coisa. Mas não fazem. Não adianta depois de eleger, ir para as ruas para tirar.

Façam o dever de casa. E não votem por votar. Tínhamos que fazer entender que nós somos poderosos. Mas, os nossos políticos, manipuladores de carteirinha parecem que sabem ainda iludir, enganar, e principalmente manipular o eleitor a deixa-lo lá em Brasília, por mais uma temporada.

Onde está o povo na rua? Acabou aquela crença de que juntos podemos? E aí eu fico me perguntando mesmo: “Será que podemos mesmo?”.

Enquanto isso não mudar, no final do mês se dirija ao caixa mais próximo e efetue o pagamento. Lembrando que não é aceito cartão de crédito.

E PT, PMDB, PSDB, P….P….. saudações. E os políticos mais uma vez agradecem a preferência.

Salve as baleias. Não jogue lixo no chão.

Deixe um comentário