Saúde  

Estudo identifica um tipo de proteína como fator de risco para o infarto

.

Um estudo realizado na Espanha identificou o alto nível de lipoproteína (LPA) no organismo como um dos principais fatores de risco para o infarto, sobretudo em pacientes com histórico familiar.

O levantamento analisou 4.140 pacientes em 25 hospitais públicos do país. Segundo os pesquisadores, para prevenir o risco de infarto, é recomendável medir o nível de LPA em toda a população, independentemente do histórico familiar.

O infarto, juntamente com o câncer, é uma das maiores causas de morte no Ocidente. Países em desenvolvimento vêm importando os tipos de tratamento usados nos países ricos para reduzir o número de mortes por ataques cardíacos.

A comunidade científica internacional é unânime em dizer que melhor forma de evitar um infarto é a prevenção. Medicamentos capazes de controlar a pressão, o estresse e o colesterol ruim já provaram eficácia na prevenção do infarto.

 

Deixe um comentário