2º Round: Gandola rebate críicas do gestor e técnico dto Fla Zé Moraes: ”Tem que tomar conta do seu quintal”

.
Por Davi Pereira – Jornal Fut7
.
d9918dd82b328f64102028b1a77e6e40Seja no campo, nas águas ou nas quadras, Flamengo e Vasco é uma das maiores rivalidades do Brasil. Se no futebol 7 ela andava morna nos últimos anos, em 2015, com a chegada da antiga diretoria, comissão técnica e elenco do Madureira à Colina, as coisas mudaram. Para intensificar ainda mais, na primeira competição nacional do calendário, a Copa dos Campeões, a decisão ficou entre os arquirrivais. Deu Vasco, nos shoot-outs, após empate no tempo regulamentar.

Se com a bola rolando a disputa vem sendo acirrada, nos bastidores as coisas não andam muito diferentes. Nesta terça-feira (8), o técnico rubro-negro Zé Moraes concedeu uma entrevista sem cortes ao JornalF7.com dizendo tudo que pensa da equipe e da direção do Vasco, além de tocar também na sua própria equipe. O treinador deixou claro que, na sua opinião, a badalada contratação de Falcão pelo Gigante da Colina no começo do ano não passa de marketing, ainda dizendo que, no Flamengo, o craque seria reserva. Polêmico, Zé ainda disse que o Vasco não está preparado para enfrentar a sua equipe.

Essas e as muitas outras declarações dadas pelo comandante rubro-negro não repercutiram nada bem em São Januário. Tanto é que um personagem famoso no meio, mas que pouco aparece nos holofotes, pediu a palavra. Carlos Gandola, dirigente do Vasco na gestão Eurico Miranda e maior incentivador do futebol 7 dentro de São Januário, rebateu tudo que foi dito pelo mandatário flamenguista.

– É importante que o Zé Moraes tome conta do Flamengo. O Vasco tem direção, o Vasco tem coordenação, e quem define as questões do Vasco, é o Vasco. Se ele cuidar do Flamengo, já está de bom tamanho – disparou Gandola, que se baseou no desempenho do Flamengo em 2015 para falar.

– É sempre bom lembrar que nesse ano o Flamengo já foi vice em Conselheiro Lafaiete (na Copa dos Campeões, para o próprio Vasco) e foi o lanterna no Torneio de Verão (campeonato amistoso ocorrido no começo da temporada e que contou com a participação de quatro equipes estaduais). Então, antes de enfrentar o Vasco, o Flamengo tem que começar a se preparar. É melhor deixar de tomar conta do Vasco e tomar conta do seu próprio quintal – disse o General, como é carinhosamente chamado pelos seus jogadores.

Um dos pontos mais polêmicos da entrevista de Zé Moraes foi o desafio feito por ele ao próprio Gandola e também ao técnico do Vasco Rogério Corrêa. Nele, o gestor flamenguista propõe uma partida entre Vasco e Flamengo transmitida para todo o Brasil, com a participação de Falcão.

O dirigente rubro-negro, porém, não havia especificado como a disputa aconteceria. Segundo Gandola, Zé Moraes já havia negociado com uma prefeitura para que a partida ocorresse fora do Rio de Janeiro. Nos termos pré-estabelecidos, constava que Vasco e Flamengo deveriam, obrigatoriamente, ter em campo dois ídolos: Falcão pelo lado cruzmaltino e Petkovic pelo rubro-negro. Na Gávea, estava tudo certo, mas Gandola não topou – pelo menos não como Zé Moraes queria.

– O desafio está aceito em cada final que Flamengo e Vasco chegarem. Nada dessa história de ficar correndo atrás de prefeitura. Nós não vamos “passar o pires” – defendeu.

Com grande destaque em 2014, o Fluminense também foi assunto para Carlos Gandola. Segundo ele, o Tricolor das Laranjeiras é seu maior adversário dentro do futebol 7. O dirigente também falou sobre como a modalidade é vista dentro de São Januário e na possibilidade de haver investimento direto do Club de Regatas Vasco da Gama no esporte. Além de dar algumas outras alfinetas em Zé Moraes, como quando diz que ele não seria técnico de nenhuma outra equipe do Brasil a não ser a que ele é gestor. Abaixo, leia a íntegra da entrevista.

Declarações do Zé
Entendo o Jornal F7 como o maior veículo da modalidade, o que mais divulga o esporte, e eu acho lamentável esse espaço que existe pra divulgar as competições e os atletas, que são os verdadeiros protagonistas desse esporte, perder tempo com entrevista comigo, que sou um gestor, ou com qualquer outro. É uma hora que o dirigente tenta aparecer mais do que o jogador. Eu lamento ter que estar dando essa entrevista. Eu respeito muito o Jornal F7 e gostaria que os meus atletas, que as nossas conquistas, fossem a principal notícia.

Relação com Zé Moraes
Minha relação com ele ou com qualquer outro gestor, é ótima, entendendo que nós viemos para disputar um esporte. Então, vou jogar dentro das regras do esporte. Isso aqui é Vasco, isso aqui é uma instituição centenária. Vamos tratar todos os nossos adversários com respeito, entendendo que temos uma missão a cumprir nessa modalidade.

Balanço de 2014
Concordo que o Campeonato Carioca é uma das mais importantes competições do Brasil, mas não podemos descartar ou menosprezar os outros clubes do Brasil inteiro. Ano passado, o Madureira conquistou seu bicampeonato Brasileiro; conquistou a Copa dos Campeões; conquistou o torneio Rio x SP em cima do Flamengo; o Fluminense foi campeão das Américas, o Fluminense ganhou a Liga Fut 7, que é um torneio de porte nacional; a AABB conquistou a Copa do Brasil em cima do Fluminense. Ou seja, eu acho que essa questão de Flamengo x Vasco é mais herdada do campo, porque o grande desafio até hoje pra a gente, é com o Fluminense. A nível de Fut 7 nacional em 2014, foi Madureira e Fluminense. O Flamengo realmente ganhou um campeonato importante no final do ano, mas, em agosto, foi eliminado do Brasileiro por um time de São Paulo (Corinthians), que depois ganhou deles o Grand Prix. Então, eu não posso de maneira nenhuma menosprezar o esporte nos outros estados. É verdade, perdemos o Carioca, mas Fluminense, Vasco e Madureira chegaram no final do ano mortos por uma bateria de jogos em competições nacionais e o Flamengo estava descansando porque tinha sido eliminado em todas.

Fim da hegemonia flamenguista
Todos nós somos apenas mais um. O que faltava era coragem para desafiar uma barreira que eu não sei porque não era ultrapassada. Todo mundo tem as mesmas condições, uns com mais apoio financeiro, outros com menos. Agora, têm uma enormidade de gestores e atletas capazes de realizar um bom trabalho. A cada dia tem um atleta top de linha nesse esporte. É só ter um pouco de incentivo que amanhã nós também não vamos estar como hegemônicos, como o esporte tem que ser. Cada momento, um vai estar melhor. Esse é o fut 7, o esporte que mais cresce no Brasil.

Desafio com Falcão em campo
Eles estão mais preocupados com o Falcão do que nós próprios. Na verdade, ele deveria informar que tentou vender um jogo para uma prefeitura com o Falcão e o Petkovic, que eu respeito muito, tanto como atleta do Flamengo como do Vasco. Só que o prefeito só paga o jogo se o Falcão jogar. Se o Falcão estivesse no Flamengo, jogaria nem que fosse pra captar uma “farpelinha” do prefeito. Agora, nós estamos montando um time competitivo pra disputar competições e ligas da Federação e da Confederação. Eu não montei um circo pra ficar viajando de prefeitura em prefeitura atrás de trocado.

Zé Moraes gestor | Zé Moraes treinador
O Zé Moraes é um excelente gestor. A história dele já diz tudo. Quanto treinador, eu acho que ele não seria treinador de nenhum time da categoria, a não ser o que ele é gestor.

Quem é o maior do futebol 7 no momento: Flamengo ou Vasco?
Quem ganhar mais títulos no final do ano.

Possibilidade de investimento da instituição Club de Regatas Vasco da Gama no futebol 7
Eu defendo que a modalidade fique no financiamento privado, assim como os times (de campo) são, hoje, sustentados com Sócio Torcedor e patrocinadores que investem no clube. Eu sou contra ficar correndo atrás de dinheiro público. Por isso não apostamos em ficar correndo atrás de prefeitura, seja do Rio ou qualquer lugar. Nós queremos o investimento privado dentro da modalidade, assim como os clubes.

O futebol 7 dentro da instituição Vasco da Gama
O fut 7, hoje, é uma modalidade abraçada pelo Club de Regatas Vasco da Gama. Está no site oficial do Vasco, jogamos com os uniformes que o time principal joga. O fut 7, é o Vasco. Isso aqui não é uma franquia.

Deixe um comentário