Arquivo de agosto de 2010

Jornal do Brasil – ponto final de uma história centenária

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Fundado em 1891. Depois de tantos serviços prestados ao país por mais de um século, nesta quarta-feira, 1, a versão impressa de um dos jornais mais tradicionais do Rio, o Jornal do Brasil, deixará de circular em papel

Jornal do Brasil – ponto final de uma história centenária

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Fonte: opiniaoenoticia.com.br

Considerado um marco da imprensa nacional, JB põe fim à sua edição impressa a partir de 1º de setembro.

Depois de tantos serviços prestados ao país por mais de um século, nesta quarta-feira, 1, a versão impressa de um dos jornais mais tradicionais do Rio, o Jornal do Brasil, deixará de circular em papel. Fundado em 1891 mas em longa agonia financeira agravada por processos trabalhistas, o bom e velho JB, berço de notáveis jornalistas que marcaram época, sairá de vez do papel, tornando-se o primeiro jornal 100% digital do país. Para tantos brasileiros que se acostumaram a ler o noticiário objetivo e as análises de conteúdo de seus jornalistas, como os grandes Barbosa Lima Sobrinho e Carlos Castelo Branco, entre tantos outros expoentes da história do jornalismo pátrio, o fim da edição impressa do Jornal do Brasil deixa um vazio difícil de ser preenchido. O Rio é hoje dominado pelo O Globo, praticamente sem concorrência, reduzindo-se a opção dos leitores a cada dia que passa.

Ao longo dos seus 119 anos de história, o Jotinha, como é chamado carinhosamente por aqueles que passaram por sua redação, representou a ambição profissional de uma geração, tendo um papel de destaque na cobertura política, especialmente durante o governo militar. O JB se destacou particularmente na corajosa cobertura da promulgação do AI-5, ato institucional que suspendeu garantias constitucionais do país.

Depois de investir em novos equipamentos no fim dos anos 1950, o jornal empreendeu uma reforma gráfica que se tornou referência, com a implantação da diagramação vertical e a valorização dos espaços brancos das páginas. Como consequência, viveu longo período de pujança e prestígio, que lhe aumentara substancialmente a tiragem e os anunciantes.

Também na parte cultural, o Jornal do Brasil foi um grande inovador, lançando um suplemento literário, o Ideias, que revelou alguns dos principais poetas e escritores do país. No fim dos anos 1980, o jornal era imbatível, vendendo mais de 180 mil exemplares por dia, 250 mil aos domingos.

Jornais custam a morrer e com o JB não foi diferente. Quando o empresário Nelson Tanure arrendou o jornal em 2001, o JB tinha uma circulação diária de 76 mil exemplares. Em 2003, iniciou um esforço de recuperação, chegando a alcançar 100 mil exemplares em 2007, mas, em seguida, voltou a experimentar dificuldades. Em março de 2010, quando a circulação diária havia minguado para cerca de 20 mil exemplares, já circulava a informação de que Tanure iria acabar com o jornal impresso, como havia feito com o Gazeta Mercantil em junho de 2009. Hoje os boatos se concretizam e o conteúdo do JB, símbolo do jornalismo de qualidade do século passado, fica disponível apenas pela internet, com custo de assinatura mensal. Fecha-se, sem dúvida, uma das mais belas páginas do jornalismo brasileiro.

Aécio cobra mais ousadia de Serra

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Enquanto José Serra passa a acenar em seus discursos com uma possibilidade de “virada” na sucessão presidencial, Aécio Neves não poupa críticas à campanha de seu aliado, cobrando mais ‘ousadia’ e ‘clareza’ do candidato tucano.

Aécio cobra mais ousadia de Serra

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Fonte: opiniãoenoticia.com

Pesquisa de intenções de votos para o governo de Minas Gerais pode servir de exemplo para a campanha de Serra.
 
Enquanto José Serra passa a acenar em seus discursos com uma possibilidade de “virada” na sucessão presidencial, com  um slogan novo em folha em sua campanha na internet (‘É a hora da virada’), o governador Aécio Neves não poupa críticas à campanha de seu aliado, cobrando mais ‘ousadia’ e ‘clareza’ na estratégia do candidato tucano à Presidência.

“O mais importante é que a sua comunicação para o país inteiro, talvez, seja um pouco mais ousada, apontando diferenças mais claras em relação às propostas do atual governo”, disse.

A pesquisa de intenções de votos para o governo de Minas Gerais, divulgada pelo Ibope semana passada, mostrou, pela primeira vez, o candidato Antonio Anastasia (PSDB) à frente de Hélio Costa (PMDB).

A ultrapassagem do candidato tucano pode impulsionar a própria eleição de Serra, já que Minas Gerais é o terceiro maior colégio eleitoral do país. “Em Minas, o Anastasia já virou, já estamos na frente e vamos ganhar a eleição. E a segunda, é que no Brasil nós vamos virar também, fazendo Serra presidente”, discursou Aécio na cidade de Itajubá, ao sul de Minas.

Futuro presidente precisará definir salário mínimo

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Antes mesmo de ocupar o terceiro andar do Palácio do Planalto, o futuro presidente terá uma negociação de peso a concretizar: os índices de ganho real do salário mínimo e das aposentadorias com as centrais sindicais.

Futuro presidente precisará definir salário mínimo

terça-feira, 31 de agosto de 2010

votebrasil.com

Proposta para o Orçamento de 2011 segue nesta terça-feira para o Congresso Nacional.

Antes mesmo de ocupar o terceiro andar do Palácio do Planalto, o futuro presidente terá uma negociação de peso a concretizar: os índices de ganho real do salário mínimo e das aposentadorias com as centrais sindicais.

A proposta para o Orçamento de 2011 que segue nesta terça-feira para o Congresso Nacional prevê apenas a correção pela inflação desses dois itens. No entanto, já está certo que após as eleições haverá negociação para proporcionar um aumento extra.

Os novos valores terão que estar acertados até 31 de dezembro, para que o novo mínimo entre em vigor em 1º de janeiro.

Quem vai dialogar com as centrais é a equipe de Luiz Inácio Lula da Silva, mas poderão participar integrantes do time do presidente eleito que formarão a chamada “equipe de transição”. A ideia é justamente permitir que o novo governo tome parte na decisão.

— O presidente Lula não ia resolver sozinho e deixar a conta para o próximo — explicou o líder do governo no Congresso, deputado Gilmar Machado (PT-MG).

Além do mínimo e das aposentadorias, a proposta de Orçamento não prevê correção para os benefícios do programa Bolsa Família, outro carro-chefe do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Caberá à nova administração decidir o que fazer.

— Tudo o mais vem sem reajuste — disse Machado.

As informações são do jornal O Estado de São Paulo .

Como se planejar para a aposentadoria

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Fonte: opiniaoenoticia.com.br

A reserva acumulada para a aposentadoria tem que ser gasta de forma consciente, o que envolve economizar, fazer escolhas e, até mesmo, trabalhar para complementar a renda
.
Organização e planejamento são duas palavras que não podem faltar no vocabulário de quem está pensando na aposentadoria. A meta ideal é conseguir reservar uma quantia para ter um fim de carreira com qualidade de vida e tranquilidade.

A primeira dificuldade do planejamento financeiro é saber quantos anos esta reserva deve durar. Para o especialista em finanças pessoais André Massaro, da MoneyFit, a solução é supor que sua expectativa de vida vai ser bem maior do que a média – que é de aproximadamente 73 anos.

A falta de planejamento pode levar a uma queda no padrão de vida da família. Por isso, é importante saber que a reserva acumulada para a aposentadoria tem que ser gasta de forma consciente, o que envolve, em muitos casos, economizar, fazer escolhas de onde gastar esse dinheiro e, até mesmo, trabalhar para complementar a renda.

Outra dica importante é não cortar os gastos destinados à saúde, pois na terceira idade são mais frequentes os problemas com doenças. Os planos de saúde chegam a custar R$ 1 mil por mês para quem tem mais de 60 anos.

Investimento em aplicações

As pessoas que optaram por aplicar o dinheiro para ter um rendimento futuro também devem ter cuidado. Como o valor de juros pagos pode variar bastante no decorrer do tempo, os investimentos podem aumentar ou diminuir de valor.

Uma pessoa que tenha títulos públicos, por exemplo, receberia do governo federal o equivalente a 10,75% em juros em 2010. Porém, caso a taxa básica de juros caia, este montante também vai diminuir. Por isso a importância de fazer uma simulação sobre seu patrimônio, prevendo uma queda no rendimento das aplicações.

Como gastar consciente

William Bernstein, especialista em investimentos pessoais norte-americano, desenvolveu uma técnica para reduzir a zero o risco de que suas reservas se esgotem antes do tempo. Caso uma pessoa se aposente aos 60 anos e gaste anualmente entre 2% e 3% do que acumulou, esta pessoa não terá que se preocupar com a falta de dinheiro até o fim da vida. No entanto, se os gastos forem superiores a 4%, provavelmente esta pessoa terá problemas financeiros.

Mistério de chuva de fezes intriga cidade na França

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Uma misteriosa “chuva” de excrementos intriga os habitantes do vilarejo de Saint-Pandelon, na França. Desde meados de maio, eles se queixam de “gotas” marrons que caem do céu, com cheiro e textura de matéria fecal

Mistério de chuva de fezes intriga cidade na França

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Uma misteriosa “chuva” de excrementos intriga os habitantes do vilarejo de Saint-Pandelon, no sudoeste da França. Desde meados de maio, eles se queixam de “gotas” marrons que caem do céu, com cheiro e textura de matéria fecal.

O prefeito do vilarejo, Jean-Pierre Boiselle, afirmou que uma “chuva de cocô” passou a cair durante o dia e também à noite no município.

Se no início a história fazia os 750 habitantes da localidade sorrirem, eles passaram a ficar aterrorizados com a chuva de excrementos, que deixou partes da cidade com ar irrespirável.

As crianças não podem mais brincar fora de casa e os moradores hesitam em comer as frutas e legumes das hortas locais. Eles também não fazem mais churrascos ao ar livre nesse período de verão na Europa.

Teorias

As “gotas” marrons, quase do tamanho de uma unha do dedo mínimo, sujam os carros, móveis de jardim e as roupas secando nos varais.

A primeira hipótese levantada pelos moradores para explicar o fenômeno foi a de que aviões estariam despejando o conteúdo de seus banheiros sobre a região.

Mas isso seria impossível, afirmou a Direção Geral da Aviação Civil da França, acrescentando que “os aviões de linha são pressurizados e não é possível despejar o conteúdo de banheiros ou de nenhuma outra coisa”.

Após investigações, a polícia militar francesa declarou que a “chuva” de fezes poderia ser causada por aves migratórias, da espécie conhecida como andorinhões, que se instalaram na região nesta estação.

“Esse pássaro tem a particularidade de voar o tempo todo e se alimentar em pleno voo. Por isso as fezes caem durante o dia e à noite”, afirmou o capitão Michel Brethes, da polícia militar de Dax, nos arredores do vilarejo de Saint-Pandelon.

Exames

Um laboratório da região realizou neste mês pesquisas científicas com o material coletado e confirmou que as “gotas” que cairam do céu são excrementos de origem animal, mas não conseguiu solucionar totalmente o mistério.

“Nas amostras analisadas, não encontramos bactérias específicas das fezes humanas. Mas não podemos dizer a qual tipo de animal esses excrementos correspondem”, afirmou Alain Mesplède, diretor do laboratório de análises científicas da região.

“Apenas confirmamos a presença de bactérias típicas a todas as espécies animais”, diz o pesquisador.

Sem saber ao certo se as fezes seriam realmente de pássaros, os moradores de Saint-Pandelon esperam que a “chuva” fedorenta não caia novamente em outras estações.

Daniela Fernandes/De Paris para a BBC Brasil

Estudo preliminar concluiu que maconha reduz a dor crônica

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Fumar maconha em cachimbo pode reduzir significativamente a dor crônica em pacientes com nervos danificados, revelou um pequeno estudo feito no Canadá, que envolveu 23 participantes, também melhorou o sono e reduziu a ansiedade

Estudo preliminar concluiu que maconha reduz a dor crônica

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Fonte: votebrasil.com

Fumar maconha em cachimbo pode reduzir significativamente a dor crônica em pacientes com nervos danificados, revelou um pequeno estudo feito no Canadá.

O experimento, envolvendo 23 participantes, também melhorou o sono e reduziu a ansiedade entre os que fumaram a droga.

Em artigo publicado na revista científica Canadian Medical Association Journal, os cientistas disseram que são necessários mais estudos, em larga escala e com a utilização de inaladores.

Comentando o trabalho, especialistas britânicos disseram que a melhoria na dor foi relativamente pequena, mas acrescentaram que o trabalho pode ter implicações importantes.

Entre 1 e 2% da população sofrem de dor neuropática crônica – dor resultante de problemas de sinalização entre os nervos -, porém há poucos tratamentos disponívels.

Segundo relatos de alguns pacientes que sofrem dessa condição, fumar maconha melhora seus sintomas.

Isso levou pesquisadores a investigar se a ingestão de canabinóides – as substâncias químicas presentes na erva cannabis – em forma de pílula poderia produzir o mesmo efeito.

A equipe da McGill University, em Montreal, disse, no entanto, que faltam estudos clínicos com pacientes fumantes da erva.

Potências

Durante o estudo, foram usadas maconhas com três potências diferentes – contendo 2,5%, 6% e 9,4% do ingrediente ativo tetrahidrocanabinol, THC – e placebos.

Sob supervisão de enfermeiros, usando cachimbos, os participantes inalaram uma dose única, de 25mg de maconha, três vezes ao dia durante cinco dias.

Depois de um intervalo de nove dias, eles repetiram a operação até completar quatro ciclos.

Comparados aos pacientes que ingeriram placebos, os participantes que receberam as maiores doses de THC sentiram menos dor, dormiram melhor e sentiram menos ansiedade, concluíram os autores do estudo.

O líder da equipe, Mark Ware, disse: “Até onde sabemos, este é o primeiro estudo clínico com pacientes não internados usando maconha fumada de que se tem notícia”.

Ware disse que estudos de longo prazo, com cannabis mais potentes e usando inaladores especiais que permitem maior controle das dosagens, são necessários para que se obtenha resultados mais precisos e também para que se avalie a segurança do tratamento.

Repercussão

Segundo o médico Tony Dickenson, do University College of London, vários pacientes com dor crônica dizem se beneficiar da cannabis, mas ele alerta que a auto-medicação é perigosa.

Dickenson notou que a redução da dor revelada pelo estudo foi pequena, mas acha que a droga pode fazer diferença para pacientes com dor crônica que sofrem de insônia e depressão por causa de sua condição.

Também valeria a pena investigar se inalar a droga seria mais efetivo do que ingeri-la por via oral, ele acrescentou.

“Talvez seja importante encontrar pacientes que respondam particularmente bem (à cannabis) pois é possível que ela não seja adequada para alguns grupos, como pacientes mais idosos”.

“(Os pesquisadores) não conseguiram tantos voluntários quando queriam para os testes e isso demonstra como esse tipo de pesquisa é difícil de realizar”, acrescentou.

Outro especialista, o neurocientista Peter Shortland, do St Bartholomew’s Hospital e da London School of Medicine and Dentistry, ressaltou o fato de que “fumar a droga não produziu os efeitos mentais comumente associados à cannabis de potência total”.

Para ele, o estudo foi um passo importante e precisa ter continuidade.

Em Minas, Serra tenta subir na garupa das candidaturas locais

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

“Eu parabenizei Anastasia ontem pelo seu crescimento. É muito bom para Minas, para o Brasil, para o partido e para mim, porque para onde forem Anastasia e Aécio, eu irei também”, disse Serra.

Em Minas, Serra tenta subir na garupa das candidaturas locais

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Fonte: vermelho.org.br

Em visita a Varginha, Minas Gerais, o candidato do PSDB à presidência da República, José Serra, tentou forçar um vínculo com a política mineira pegando carona com os candidatos locais. “Eu parabenizei Anastasia ontem pelo seu crescimento. É muito bom para Minas, para o Brasil, para o partido e para mim, porque para onde forem Anastasia e Aécio, eu irei também”. A declaração é uma manifestação de desejo do presidenciável tucano que tem poucas chances de se concretizar.
As mesmas pesquisas que dão fôlego aos tucanos Antonio Anastasia e Aécio Neves na disputa pelo governo estadual e Senado, respectivamente, mostram que Serra come poeira em terras mineiras e perde para a candidata do PT, Dilma Rousseff, por 28% a 47% a favor da petista. Isso explica porque Serra tenta subir na garupa de seus correligionários numa inversão pouco comum. Geralmente são os candidatos locais que tentam surfar na popularidade dos candidatos presidenciais.

“Estamos em uma batalha nacional dura e difícil, indo bem em Minas, vamos bem no Brasil. Vamos caminhar juntos, chegar juntos a vitória e vamos governar juntos. Minas Gerais é o Brasil e o Brasil é Minas Gerais”, disse Serra, deixando claro que reconhece a crise que vive sua candidatura.

“Vamos juntos a essa eleição. Um mês é muito tempo, pouco tempo para a nossa energia, mas muito tempo para o povo decidir. Vamos trabalhar sem parar até o dia da eleição e ganhar na urna eleitoral, que é o que vale”, disse o presidenciável. “Nossos companheiros estão indo muito bem em Minas, e nós iremos bem com eles”, enfatizou o tucano.

O ex-governador de Minas Gerais Aécio Neves (PSDB), candidato ao Senado, disse acreditar que ainda há espaço para que Serra chegue ao segundo turno da eleições. Aécio disse que acha “arriscado” comemorar resultado de eleição a partir de pesquisas de intenções de votos, que colocaram Dilma Rousseff com ampla vantagem sobre Serra.

Aécio disse que os concorrentes devem ter cautela e evitar o clima de ”já ganhou”: ”É preciso que, no plano nacional, haja um pouco de cautela daqueles que estão adiante. Porque quem define a eleição não são os institutos de pesquisas. Quem define os resultados das eleições, em última instância, são os eleitores, que podem em determinado momento manifestar certa preferência e no outro alterar essa preferência”, afirmou o candidato ao Senado, numa declaração que não vai além do óbvio e só reforça as dificuldades do presidenciável tucano, com quem Aécio travou dura batalha até o final do ano passado para ver quem seria o candidato do PSDB à Presidência. Serra acabou prevalecendo.

Aécio também defendeu uma mudança de estratégia na comunicação de Serra para conseguir reverter a vantagem de Dilma. ”Acho que o mais importante é que a sua comunicação para o país inteiro talvez seja um pouco mais ousada, apontando diferenças mais claras em relação a propostas do atual governo. Essa nunca foi uma eleição fácil para nós, mas está longe de ser uma eleição perdida”, disse.

Para Aécio, inegavelmente, houve uma transferência da popularidade do presidente Lula para Dilma, mas, segundo ele, uma boa performance em estados como São Paulo, Minas e Paraná poderá ajudar Serra a virar o jogo. Nesta segunda-feira, a campanha tucana enviou e-mails aos eleitores sob o título “vamos virar esse jogo” . Quem assinou a carta foi o deputado Indio da Costa (DEM-RJ), candidato a vice-presidente na chapa.

Disputa acirrada para o governo estadual

No âmbito estadual, Minas vive uma das batalhas eleitorais mais acirradas dos últimos anos. A disputa de 2010 entre o tucano Antônio Anastasia e o peemedebista Hélio Costa já é a eleição ao governo de Minas mais disputada em quase duas décadas no estado. Desde que o próprio Costa disputou e perdeu em 1994 para o também tucano Eduardo Azeredo, os mineiros não viam uma eleição tão equilibrada. Isso está obrigando os candidatos a um acirramento da campanha pouco comum em Minas. Nas duas últimas eleições, com Aécio Neves liderando as intenções de voto e candidaturas de oposição com pouco apelo, as campanhas tiveram poucas denúncias de repercussão. Assim como Aécio, Itamar Franco também venceu com facilidade ainda no primeiro turno, em 1998.

Nesta eleição, todavia, Hélio Costa e Anastasia têm disputado voto a voto. Se Costa esteve à frente em praticamente todas as pesquisas de intenção de votos realizadas este ano, a mais recente, realizada por Ibope/Estado/TV Globo, divulgada no sábado (28), mostrou o primeiro empate técnico entre eles, uma vez que a margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. Anastasia tem 35% das intenções de voto contra 33% de Costa.

Assim, o clima esquentou desde o início da disputa. Antes mesmo do lançamento oficial das candidaturas, Hélio Costa fez duras críticas à política de salários dos professores da rede estadual – que passou mais de 40 dias em greve neste ano. Anastasia respondeu com um pedido de impugnação da candidatura de Costa denunciando a manipulação de pesquisa de intenção de votos divulgada pelo Instituto Sensus, que dava ampla vantagem ao peemedebista, ainda no mês de junho. O TRE não viu sentido na denúncia e arquivou o caso.

O cientista político Ruda Ricci, professor da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, acredita que o “estilo” Hélio Costa obriga Anastasia a fazer uma campanha mais agressiva do que se poderia esperar dele. “Hélio tem Patrus, tem o PT, tem Lula, tem Dilma e tem um nome conhecido. Já Anastasia tem Aécio e um nome menos conhecido. Assim Hélio pode ser menos agressivo e Anastasia tem que partir para o ataque se quiser provocar um segundo turno”, explica o cientista político.

Para Ruda, caso Anastasia consiga manter a linha ascendente nas pesquisas de intenção de votos e provocar o segundo turno pode ter chances reais de vitória sobre o adversário do PMDB. “Anastasia demorou muito a subir nas pesquisas, mas se vencer, mesmo no segundo turno, será uma das maiores vitórias políticas da história de Minas Gerais e até do país”, exagera o cientista político.

Apesar do exagero do analista, é inegável que uma eventual vitória de Anastasia deixaria Aécio Neves na condição de líder da oposição. Só não se sabe que tipo de oposição Aécio estaria disposto a travar em relação ao governo Dilma.

Senado: direita pode ficar com as duas vagas

Se a eleição para o governo estadual é acirrada. A disputa pelas duas vagas mineiras ao Senado parece, até agora, que será um passeio para Aécio Neves. Nas últimas pesquisas, o tucano chega a 76% das intenções de voto. Toda esta ampla margem de favoritismo pode acabar elegendo também o ex-presidente Itamar Franco (PPS), que tem o voto de 41% dos eleitores mineiros, segundo a última pesquisa EM Data.

O ex-prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel (PT), aparece na terceira colocação, com distantes 24% das intenções de voto. Todos os outros candidatos somam 5% das intenções de voto.

Na pesquisa espontânea, em que não é apresentada a lista com os nomes dos candidatos, Aécio Neves continua na liderança, mas com 38% das intenções de voto – metade do índice apresentado na pesquisa estimulada. Desta vez, Itamar e Pimentel aparecem empatados tecnicamente, com 15% e 13% respectivamente. Os outros candidatos não atingiram pelo menos 0,5%. Os votos brancoS e nulos somaram 129% – como são dois votos para senador, a soma é 200%.

Na pesquisa estimulada também foi grande o número de eleitores que disseram não votar em ninguém, nulo, branco ou indeciso: 54% dos entrevistados. O número reflete o ainda grande desinteresse dos mineiros pelas eleições. Apenas 8% se disseram muito interessados na disputa, enquanto 26% estão interessados; 38%, mais ou menos, e 26%, desinteressados. Além disso, muitos ainda não sabem que terão que escolher dois candidatos este ano – que substituirão Eduardo Azeredo (PSDB) e Hélio Costa (PMDB).

“É provável que o quadro se altere mais radicalmente faltando 15 ou 20 dias para as eleições. Muitos eleitores nem sabem que terão que votar em dois candidatos”, explica Adriano Cerqueira, cientista político e diretor do EM Data. Outra questão é que a maioria das pessoas não acompanha o trabalho do Senado – e, muitas vezes, nem sabe qual é o papel de um senador. A crise vivida pela Casa no ano passado também pode contribuir para o desinteresse do eleitorado para o pleito deste ano.

Pimentel deve ser o grande derrotado

Caso não ocorra reviravoltas na disputa pelo Senado, o desfecho mais provável das eleições em Minas Gerais será: a vitória de Antonio Anastasia para o governo estadual, de Aécio e Itamar para o Senado e uma ampla vantagem de Dilma entre os eleitores mineiros. Quem corre o risco de terminar as eleições como um dos grandes derrotados nas urnas, por uma dessas ironias da política, é justamente um dos grandes amigos da candidata do PT à Presidência. O ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel, que aparecia, no começo da campanha eleitoral, como cotadíssimo para ser um dos homens fortes de um eventual governo Dilma. Os dois têm uma ligação histórica, que remonta ao final da década de 60, quando ambos foram militantes do Colina, grupo da luta armada contra a ditadura militar.

E a eventual derrota de Pimentel deverá ser colocada em sua própria conta, já que o petista ensaiou aproximações com o tucanato mineiro em troca de apoio eleitoral e agora vê-se tratorado por aqueles que um dia lhe prometeram ajuda.

Muitos petistas mineiros avaliam que o grande erro de Pimentel pode ter sido ter confiado em demasia na relação construída com o tucano Aécio Neves, quando um era prefeito de Belo Horizonte e o outro governava Minas Gerais e ambos propagavam um discurso de união de PT e PSDB e de superação das rivalidades entre os dois partidos. Em nome da conciliação de petistas e tucanos, Pimentel fez o PT abrir mão, em 2008, de uma candidatura própria à prefeitura de Belo Horizonte e abraçar a candidatura de Márcio Lacerda, o atual prefeito, filiado ao PSB e ex-secretário de Aécio. Com esse gesto, Pimentel angariou a antipatia de uma larga fatia do PT mineiro, que o acusa de entregar de mão beijada a prefeitura para adversários históricos.

Ao se lançar candidato ao Senado, Pimentel estava esperando, talvez, um gesto de retribuição de Aécio – como um acordo branco que facilitasse a sua eleição para uma das duas vagas em disputa. O gesto não veio. Pelo contrário, é cada vez mais forte a pressão de Aécio para carregar Itamar junto com ele para o Senado.

Uma derrota na eleição para o Senado poderá minar a influência de Pimentel em um governo de Dilma, a despeito da amizade que os une. Eleito senador, Pimentel poderia mais facilmente assumir um ministério de primeira linha. Derrotado, sua nomeação será vista como uma compensação política, e o mais provável será um cargo de escalão médio.

Da redação,
Cláudio Gonzalez, com agências

MP tenta barrar candidatura de Roseana Sarney

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

A vice-procuradora eleitoral, Sandra Cureau, defendeu o indeferimento da candidatura de Roseana Sarney  com base na Lei da Ficha Limpa, por conta de condenação por propaganda eleitoral fora de época.

MP tenta barrar candidatura de Roseana Sarney

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Por Mário Coelho –  congressoemfoco.com.br

A vice-procuradora-geral eleitoral, Sandra Cureau, defendeu o indeferimento do registro de candidatura ao governo do Maranhão de Roseana Sarney (PMDB) com base na Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar 135/10). Para a integrante do Ministério Público, em manifestação enviada ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ontem (29), a peemedebista é inelegível por conta de condenação por propaganda eleitoral fora de época. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA) não aplicou as novas regras por entender que elas só valem a partir de 2012.

No fim do ano passado, o TRE-MA multou Roseana Sarney em R$ 5 mil por conta de propaganda eleitoral fora de época. Porém, os juízes da corte local não aplicaram sanção de inelegibilidade na época. Para o MPE, não importa se ela teve pena ou não decretada. Na visão de Sandra Cureau, o fato de a peemedebista ter sido condenada por órgão colegiado já é suficiente para barrar o registro de candidatura dela. “As causas de inelegibilidade, assim como as condições de elegibilidade, devem ser aferidas no momento do pedido de registro da candidatura”, disse a vice-procuradora no parecer encaminhado ao TSE.

O recurso contra a decisão de aceitar a candidatura de Roseana foi apresentado pelo ex-deputado Aderson Lago (PSDB-MA), primo do candidato ao governo Jackson Lago (PDT). O ex-governador foi cassado pelo TSE por abuso de poder político em 2009. A posição de Sandra Cureau contraria entendimento da Procuradoria Regional Eleitoral do Maranhão, que não contestou o registro da peemedebista por considerar que as novas regras de inelegibilidade não se aplicam à governadora. O relator do caso, que não tem previsão para entrar na pauta, é o ministro Hamilton Carvalhido.

Eike Batista revela ter financiado campanhas de Dilma e Serra

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

O empresário Eike Batista, presidente do Grupo EBX, afirmou  que está financiando as campanhas dos dois candidatos que lideram as pesquisas para presidente do Brasil, Dilma Rousseff e José Serra, “em prol da democracia”.

Eike revela ter financiado campanhas de Dilma e Serra

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Fonte: congressoemfoco.com.br

Questionado sobre o receio de retaliações em caso de contribuir apenas com um candidato, o empresário respondeu afirmativamente.

O empresário Eike Batista, presidente do Grupo EBX, afirmou hoje que está financiando as campanhas dos dois candidatos que lideram as pesquisas de intenção de voto para presidente do Brasil, Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB), “em prol da democracia”.

“Escolhemos ter uma democracia”, disse ele, em gravação do programa Roda Viva, que vai ao ar hoje, a partir das 22h, na TV Cultura.

Questionado se tem medo de retaliação por parte de quem vencer a eleição caso ele tivesse financiado apenas o concorrente, Batista respondeu: “Também”. “Não vão atrasar os meus projetos nos vários Estados por causa de política”, afirmou.

O empresário admitiu que não leu os programas de governo e disse que o Brasil está “bem colocado nos trilhos”. “Foram 16 anos de acerto, as bases estão criadas.”

Eike se referiu ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) como uma instituição de desenvolvimento do Brasil do qual o mundo inteiro sente inveja. “Se você não cumprir todas aquelas exigências, nem entra lá.”

Segundo ele, os ativos do grupo EBX valem R$ 80 bilhões, e as linhas tomadas por suas empresas junto ao BNDES somam R$ 4 bilhões. “Eu tenho que pagar isso de volta”, ressaltou.

Conforme o executivo, enquanto o BNDES não libera o dinheiro para um dos financiamentos contratados, o grupo está fazendo um empréstimo-ponte com o Itaú e o Bradesco, com custo mais alto. “Todos os meus recursos estão em meus projetos”, afirmou. O empresário contou ainda ter pago R$ 670 milhões referentes ao Imposto de Renda de 2009.

Legislação ambiental

O presidente do grupo EBX defendeu que a legislação ambiental seja rigorosa. “Nos últimos sete anos obtivemos 108 licenças ambientais. É rígido, mas que bom que é.

Projetos que não cumprem critérios ambiental e social não devem nem existir. Temos que partir do conceito de que vamos buscar o sustentável. É o que eu faço”, disse.

Segundo Eike Batista, o espaço em que as mineradoras extraem matéria-prima é “muito pequeno em comparação à área do Brasil”. “Quando você extrai minério, cataloga fauna e flora, faz viveiros e pode fazer recuperação de 100%. Isso é uma coisa que a indústria deveria mostrar.”

Ele afirmou também que os brasileiros precisam se “orgulhar” do Ministério Público (MP). “Acho ótimo os controles e as auditorias. Mandamos todo mês relatórios do andamento das obras para o Ministério Público”, afirmou.

Como se planejar para a aposentadoria

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

A reserva acumulada para a aposentadoria tem que ser gasta de forma consciente, o que envolve economizar, fazer escolhas e, até mesmo, continuar trabalhando. O  ideal é conseguir reservar uma quantia para ter um futuro tranquilo

Voce conhece as funções de um senador?

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

O brasileiro tem o curioso hábito de reclamar da classe política mas tem o estranho vício de – ele mesmo – eleger aqueles dos quais se queixará no futuro

Voce conhece as funções de um senador?

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Fonte: opiniaoenoticia.com.br

O brasileiro tem o curioso hábito de reclamar da classe política mas tem o estranho vício de – ele mesmo – eleger aqueles dos quais se queixará no futuro. Bem que podia fazer diferente desta vez. Afinal, além do presidente, o eleitor vai escolher em outubro seu governador, senadores, deputado federal e deputado estadual. Senadores no plural, uma vez que, dois serão os eleitos em cada um dos 26 estados e também no Distrito Federal.

Os dois mais votados irão direto para a cúpula côncava (a virada para baixo) do Congresso Nacional. Mas a pergunta é: votaremos em dois candidatos ou somente em um? Se fizer uma rápida consulta aos amigos, o leitor vai perceber que menos de 30% deles saberão a resposta certa. Para esclarecer essa e outras dúvidas, pode-se ligar para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em Brasília – (61) 3316-3000. O serviço funciona bem e o consulente receberá a resposta por e-mail poucos minutos depois. Outra opção seria ler a resolução nº 22.295 do mesmo órgão, assinada pelo ministro Ayres Britto que diz: A urna exibirá ao eleitor, primeiramente, os painéis referentes às eleições proporcionais; em seguida, os referentes às eleições majoritárias; e, ao final, o referente à composição de todos os votos, na seguinte ordem:

– deputado estadual ou distrital (Castro Alves no modelo simulado);

– deputado federal (Carlos Drummond de Andrade – lá grafado com um “M” só);

– senador primeira vaga (Cazuza);

– senador segunda vaga (Elis Regina);

– governador de estado ou do Distrito Federal (Monteiro Lobato);

– presidente da República (Vinicius de Moraes);

– quadro-resumo da votação e tecla verde para confirmar ou laranja para reiniciar.

Enquanto escolhe seus senadores, o eleitor verá também as fotos e nomes dos dois suplentes de cada um deles. O mesmo acontecerá com os candidatos a vice-presidente e vice-governador. Para cada um dos votos registrados será necessário apertar a tecla verde para confirmar. Este ato não será definitivo mas deixará a salvo o voto até sua confirmação final após a exibição do quadro-resumo. Em caso de algum engano, a tecla laranja reiniciará o processo que somente será concluído após a confirmação final. O mecanismo não permite que se escolha duas vezes o mesmo candidato. Isso anularia o segundo voto.

Mas, afinal, o que faz um senador? Entre as atribuições do cargo – além de suas funções legislativas – o senador pode processar e julgar o presidente da República, seu vice, ministros do Supremo, ministros de estado, comandantes das Forças Armadas entre outros cargos. Os senadores escolhem ainda ministros do Tribunal de Contas da União, diretores do Banco Central, procuradores da República entre outras responsabilidades e, ainda, autorizam operações financeiras e investimentos em seus estados de origem – esta a prerrogativa mais alardeada durante a campanha.

A voz do povo mais afinada

Os votos dos quase 136 milhões de eleitores vão escolher, entre 274 candidatos, os 54 novos ocupantes daquela Casa – dois terços do total. Outros 27 – para totalizar os 81 senhores com mais de 35 anos do Senado – terminam seus mandatos somente em 2014 quando um terço do senado será escolhido. São Paulo tem o maior número de postulantes: são 18. O dado curioso vem agora: Sergipe, o menor estado brasileiro, tem 14. Dá um candidato para cada 87 km². Rio Grande do Norte e Piauí aparecem com 13. Em seguida, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Maranhão têm 12. Com 11 aparecem Rio de Janeiro, Pernambuco e Bahia. São seis estados do Nordeste entre os onze com mais candidatos.

Com 186 anos de existência – foi criado em 1824 – o Senado pode abrigar numa única legislatura, astros de nossa música como o cantor gospel Waguinho – pelo Rio de Janeiro – que integrou o grupo “Os Morenos”, Netinho – por São Paulo – que foi do “Negritude Junior” – e ainda o cantor sertanejo Renner – por Goiás – da dupla “Rick e Renner”. Pretendem ser a voz do povo pelos próximos oito anos.

Assim como o TSE, o Senado também dispõe de um serviço de atendimento – o Alô Senado – para informações e mensagens. A ligação é grátis: 0800-612211. O serviço começa com uma inevitável gravação mas, em seguida, o atendimento é feito por um funcionário bem treinado.

Conheça os malifícios do cigarro

domingo, 29 de agosto de 2010

Dia 29 de agosto: Dia de Combate ao Fumo. No dia nacional contra o cigarro, pneumologista do MedImagem Medicina Diagnóstica fala sobre os malefícios desse mau hábito e dá dicas para quem quer parar de fumar

Conheça os malifícios do cigarro

domingo, 29 de agosto de 2010

Dia 29 de agosto: Dia de Combate ao Fumo
No dia nacional contra o cigarro, pneumologista do MedImagem Medicina Diagnóstica fala sobre os malefícios desse mau hábito e dá dicas para quem quer parar de fumar.

Curiosidade, aceitação social e contato desde cedo com fumantes. Esses são apenas alguns dos inúmeros motivos que levam um jovem a colocar o primeiro cigarro na boca. Muitos fumantes entram nessa cortina de fumaça antes de completar a maioridade. Pesquisas mostram que o fumo é responsável por 30% das mortes ocasionadas por câncer, sendo 90% dos casos, o de pulmão. Além disso, o fumo está ligado à origem de tumores malignos em oito órgãos: boca, laringe, pâncreas, rins e bexiga, além do pulmão, colo do útero e esôfago.

A principal substância ativa encontrada naturalmente no tabaco – matéria prima que dá origem ao cigarro – é a nicotina, poderoso estimulante do sistema nervoso central. Com o início do consumo dessa substância, o cérebro exige quantidades cada vez maiores, e isso explica porque as pessoas se tornam viciadas na nicotina. Apenas na fumaça do cigarro existem mais de 4.770 substâncias tóxicas como nicotina, alcatrão, monóxido de carbono e até elementos radioativos como polônio 210 e cádmio, que também são encontrados nas baterias de carros.

“O tabagismo, doença caracterizada pelo vício ao cigarro, foi conceituado pelo Código Internacional de Doenças (CID) como sendo um grupo de transtornos mentais e de comportamento decorrentes do uso de substâncias psicoativas (drogas de atuação sobre o sistema nervoso central)”, explica o pneumologista do MedImagem Medicina Diagnóstica/ DASA,  Roberto Rodrigues Junior.

Os danos trazidos pelo cigarro são inúmeros. Após a tragada, a fumaça leva sete segundos para chegar ao cérebro e há aumento da frequência cardíaca e pressão arterial. Após três meses, o vício já está instalado e há a diminuição progressiva do olfato e paladar. Engana-se quem se acha capaz de parar de fumar quando quiser.

São várias as doenças associadas ao fumo. Entre as principais estão:

• CÂNCER: o fumo é responsável por 30% das mortes por câncer, e por 90% dos casos de câncer de pulmão.

• DOENÇAS CORONARIANAS: 25% dos casos de angina e infarto decorrem do fumo.

• DOENÇAS CEREBROVASCULARES: 25% dos casos de derrames cerebrais se associam ao fumo.

• DOENÇAS PULMONARES OBSTRUTIVAS CRÔNICAS: em 85% dos casos, a doença está relacionada ao uso do cigarro.

Outras doenças como aneurismas arteriais, úlceras digestivas e infecções respiratórias estão também ligadas ao tabagismo. Para as mulheres, o fumo ainda pode afetar a fertilidade. Além disso, aumenta a possibilidade de parto prematuro ou abortamento e implica em menor crescimento do feto. O consumo de um a quatro cigarros por dia já é suficiente para que estas circunstâncias ocorram.

Em ex-fumantes, os riscos de doenças são reduzidos de 50 a 70%, mas não de imediato. Os malefícios acarretados pelo tabagismo demandam anos para serem revertidos.

Informações podem estimular o ex-fumante no processo de abandono do vício:

• Ao parar de fumar, em apenas 20 minutos seu pulso volta ao normal

• Após oito horas, o nível de oxigênio no sangue aumenta

• Em 24 horas, o pulmão fica mais limpo

• Depois de dois dias, o paladar e o olfato melhoram sensivelmente, além de a respiração e o nível de energia terem uma melhora considerável

• Depois de duas semanas a três meses, o sistema imunológico fica mais ativo

Estudo mostra que exercício mata a fome

domingo, 29 de agosto de 2010

Pesquisadores da Unicamp descobriram algo que promete deixar muita gente mais feliz. Os exercícios físicos não só fazem bem à saúde como controlam a sensação de saciedade

Estudo mostra que exercício mata a fome

domingo, 29 de agosto de 2010

Fonte: opiniaoenoticia.com.br

Atividades físicas funcionariam como um estabilizador da gestão de alimentos.

Pesquisadores da Unicamp descobriram algo que promete deixar muita gente mais feliz. Os exercícios físicos não só fazem bem à saúde como controlam a sensação de saciedade. O estudo da equipe brasileira revelou que as atividades físicas funcionam como um mecanismo de estabilização do organismo, que inibe o apetite nos indivíduos que estão acima do peso ideal.

A prática de exercícios reverte a resistência do hipotálamo aos hormônios que controlam o apetite, matando a fome. Segundo os cientistas, a contração dos músculos característica da prática de exercícios libera uma proteína (IL 6) no sistema nervoso central. Ao agir indiretamente por um complexo caminho bioquímico, essa proteína acaba por inibir a inflamação do hipotálamo e o cérebro volta a entender a mensagem de saciedade e inibe o apetite com eficácia.

O resultado foi obtido a partir da observação de ratos de laboratório obesos e magros,que faziam exercícios constantes de corrida e natação. Neles, foi usada a proteína IL 6 sintética para simular os exercícios. Os ratos, então, restabeleceram sua saciedade.

Apesar de o uso da descoberta ainda ser incerto, sabe-se que a pesquisa abre as possibilidades de tratamentos inspirados nessa novidade.

Marina diz que povo pode levar eleições para segundo turno

domingo, 29 de agosto de 2010

“Se tem alguns que acham que já ganharam antes do tempo ou que perderam antes do tempo eu estou dizendo ao povo brasileiro que nós podemos levar esse jogo da democracia para o segundo tempo”, disse Marina Silva.

Marina diz que povo pode levar eleições para segundo turno

domingo, 29 de agosto de 2010

Fonte: votebrasil.com

“Se tem alguns que acham que já ganharam antes do tempo ou que perderam antes do tempo eu estou dizendo ao povo brasileiro que nós podemos levar esse jogo da democracia para o segundo tempo…

A candidata Marina Silva diz que as eleições presidenciais podem ser definidas no segundo turno. “Se tem alguns que acham que já ganharam antes do tempo ou que perderam antes do tempo eu estou dizendo ao povo brasileiro que nós podemos levar esse jogo da democracia para o segundo tempo.

Quem ganha em uma eleição em dois turnos estará duplamente respaldado”, disse após caminhada com militantes no Parque da Cidade, em Brasília.

Pesquisa Ibope, encomendada pela TV Globo e pelo jornal O Estado de S. Paulo, divulgada hoje (28), mostra vitória da candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, em primeiro turno, com 59% dos votos válidos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo 26.101/2010.

Mesmo perdendo um ponto na pesquisa Ibope (de 8% para 7%), Marina defendeu a forma como vem sendo conduzida sua campanha. Ela destacou que um ponto tecnicamente não significa nada em termos de pesquisa. “O que eu sinto na rua é muito diferente do que aparece nas pesquisas. Eu não vou brigar com as pesquisas”, disse.

Marina defende o segundo turno porque acredita que os brasileiros precisam ouvir duas vezes e pensar duas vezes antes de entregar o futuro do Brasil ao próximo presidente. “Por que vamos abrir mão desse direito? O presidente [Luiz Inácio Lula da Silva] passou pelo segundo turno e foi muito bom para ele e para a democracia”, ressaltou.

Com atraso de uma hora e meia, sob sol forte e umidade relativa do ar próxima a 20%, Marina Silva caminhou com militantes, pelo Parque da Cidade, em Brasília.

O candidato pelo PSDB, José Serra, participa neste sábado (28/8) da inauguração do Comitê Unidos Por São Paulo e Pelo Brasil, às 13h, em Ribeirão Preto (SP). Depois, viaja para Cascavel (PR) onde, às 15h, visita a Cooperativa Central de Pesquisa Agrícola e, em seguida, se encontra com produtores rurais e lideranças políticas no Clube Comercial. A candidata do PT, Dilma Rousseff, concede entrevista coletiva às 16h30, em Brasília.

Brasil se torna uma potência agrícula

sábado, 28 de agosto de 2010

O país é hoje o maior exportador de cinco alimentos, e o segundo do ranking na exportação de milho e grãos de soja, e nenhum dos outros exportadores tem tamanha diversidade de produtos agrícolas

Brasil se junta ao ranking dos grandes exportadores agrícolas

sábado, 28 de agosto de 2010

Fonte: opiniaoenoticia.com.br

País é o único tropical entre os principais exportadores do planeta.

Nos últimos 35 anos, o Brasil passou por uma transformação e deixou de ser um dos maiores importadores de alimentos do planeta para se tornar um dos principais exportadores, o primeiro país tropical a se juntar ao ranking (os principais exportadores são países de clima temperado).

O país é hoje o maior exportador de cinco alimentos, e o segundo do ranking na exportação de milho e grãos de soja, e nenhum dos outros exportadores tem tamanha diversidade de produtos agrícolas. Talvez o principal feito da agricultura brasileira seja o cultivo da soja: o vegetal é típico de climas temperados, mas cientistas e pesquisadores criaram variações genéticas que permitiram que grãos de soja fossem cultivados no cerrado, onde se deu o milagre agrário brasileiro.

O gráfico abaixo mostra a produção e a exportação de produtos brasileiros como suco de laranja, açúcar, soja, frango, café, carne bovina, carne suína, milho e algodão.

Ibope: com 51%, Dilma vence Serra já no 1º turno

sábado, 28 de agosto de 2010

Em nova rodada de números da pesquisa Ibope, a  petista Dilma Rousseff abriu 24 pontos percentuais de vantagem para  o tucano José Serra. Dilma tem agora 51% das intenções de voto, enquanto o candidato do PSDB registra 27%.

Ibope: com 51%, Dilma vence Serra já no 1º turno

sábado, 28 de agosto de 2010

Por Fábio Góis – congressoemfoco.com.br

A chamada “onda vermelha” não para de se espraiar. Em nova rodada de números da pesquisa Ibope, a presidenciável petista Dilma Rousseff abriu 24 pontos percentuais de vantagem para seu principal oponente, o tucano José Serra. Segundo o instituto, Dilma tem agora 51% das intenções de voto, enquanto o candidato do PSDB registra 27% das preferências.

Candidata do PV, a ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva é escolha de 7% dos entrevistados. Os demais postulantes, entre eles Plínio Sampaio (Psol), somam 1%. A margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Segundo a pesquisa, divulgada na manhã de hoje (sábado, 28), a candidata do PT venceria Serra já em primeiro turno, desde que considerados apenas os votos válidos (com exclusão de votos em branco, nulos ou indecisos). Por este critério, Dilma alcançaria 59% das intenções de voto. Já em um hipotético segundo turno, Dilma bateria Serra por 55% a 32%.

Na pesquisa Ibope anterior, com dados reunidos entre 12 e 15 de agosto, Dilma já havia registrado tendência de crescimento e marcou 43%. Serra e Marina obtiveram, respectivamente, 32% e 8% na ocasião.

Os novos registros do Ibope foram obtidos junto a 2.506 entrevistados de 171 cidades brasileiras, em trabalho realizado entre 23 e 28 de agosto. Encomendada em conjunto por TV Globo e jornal O Estado de S. Paulo, a pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número 26139/2010.