Em conversa gravada e entregue à Procuradoria-Geral da República pelo empresário Joesley Batista, um dos donos da JBS, o senador afastado Aécio Neves  afirmou ao empresário que pressionou o presidente Michel Temer  para que realizasse mudanças na Polícia Federal.